Controle de Portaria em Condomínio Controle de Portaria em Condomínio

Por que investir em controle de visitantes na portaria do seu condomínio?

4 minutos para ler

Normalmente, o controle de visitantes na portaria de condomínio é muito movimentado. Veículos e pessoas entram e saem a todo tempo. Além dos moradores, circulam pelo local visitantes, entregadores de correspondências e encomendas e outros prestadores de serviços.

Nesse cenário, para garantir a segurança interna, é fundamental ter um efetivo controle de visitantes na portaria.

Com esse controle de acesso de terceiros, a possibilidade de assaltos e roubos no ambiente interno diminui significativamente.

Afinal, apenas pessoas previamente autorizadas pelos moradores poderão entrar no condomínio.

Quer saber mais sobre o assunto? Continue a leitura e veja quais medidas podem ser implementadas na portaria de seu prédio para aprimorar a segurança interna!

Identificação de terceiros

Um dos pontos fundamentais na política de controle de acesso de terceiros é a identificação de todos os visitantes na portaria do condomínio.

Cabe ressaltar que essa identificação deve ser feita enquanto a pessoa e se encontra na rua, ou seja, antes de ela entrar no condomínio.

Mesmo nos prédios que contam com porteiro, o ideal é que seja utilizado um sistema de comunicação eletrônica.

Por meio dele, o visitante se comunica com o porteiro ou, na ausência desse, com o próprio morador, se identifica e, só após autorizado, tem o acesso liberado.

Interfone sem fio

A tecnologia também é uma importante aliada no controle de visitantes na portaria. Atualmente, existem inúmeros recursos disponíveis no mercado.

Dentre eles, merece destaque o interfone sem fio.

Essa ferramenta possibilita que o morador se comunique diretamente com o visitante por meio de seu smartphone.

Ou seja, quando alguém toca o interfone, a chamada é direcionada para o celular do morador, independentemente de onde ele estiver.

Assim, você tem um controle maior e mais facilitado do acesso de terceiros à parte interna do condomínio.

Registro e Controle de Visitantes na Portaria

De nada adianta fazer inúmeras restrições a entrada de terceiros se, quando o acesso for liberado, não forem registrados os dados da pessoa que adentrou no condomínio.

Por isso, é muito importante anotar as informações de todos os indivíduos estranhos que passam pela portaria.

Além do nome do visitante, devem ser registrados os dados do morador visitado (por exemplo, nome e número do apartamento), bem como o horário de entrada e saída de cada pessoa.

Portaria remota

Outro recurso tecnológico que tem ajudado no aumento da segurança interna dos condomínios é a portaria remota ou virtual.

Nela, a figura do porteiro cede lugar à tecnologia. O controle de acesso é terceirizado e passa a ser realizado por uma empresa especializada em segurança.

Com o auxílio de câmeras, sensores de vozes, sistemas de biometria e outros recursos tecnológicos, os agentes remotos controlam a entrada e saída das pessoas no condomínio, sobretudo dos visitantes.

São eles que ficam encarregados de comunicar aos condôminos a chegada de alguém e solicitar a autorização de acesso.

Como você viu, existem inúmeras medidas que podem ser adotadas para melhorar o controle de visitantes na portaria.

A escolha deve ser feita com base na realidade e nas necessidades dos moradores.

Por isso, o ideal é contar com o auxílio de uma empresa especializada em segurança.

Afinal, os profissionais da área são capazes de identificar e indicar as melhores soluções para a proteção de seus entes queridos e patrimônio.

Gostou dessas informações?

Então aproveite e baixe GRATUITAMENTE o E-book “Guia da Segurança de Condomínios”.

Guia de segurança para condomínios

Posts relacionados

Deixe um comentário