Confira 3 cursos de defesa para mulheres!

4 minutos para ler

A insegurança e violência estão entre as principais preocupações de quem vive nos grandes centros urbanos. De acordo com uma pesquisa do Instituto Igarapé, o público feminino é quem mais sofre violência no Brasil, o que inclui desde assaltos até agressões físicas. Diante dessa realidade, investir em cursos de defesa para mulheres é uma ótima solução para se proteger em situações de perigo.

Quando se fala em defesa pessoal para mulheres, é importante deixar claro que não se trata apenas de técnicas de lutas, mas também de orientações para que elas desenvolvam a inteligência emocional, possam reagir com calma e tomem a decisão mais segura ao serem abordadas por pessoas mal-intencionadas.

Quer aumentar a sua proteção? Confira, a seguir, dicas de cursos para defesa pessoal específicos para mulheres!

1. Curso de Defesa Pessoal – Centro Universitário São Camilo

O curso de defesa para mulheres se caracteriza por reunir diversos métodos que visam neutralizar um ataque pessoal. As técnicas aprendidas são simples, evitando movimentos complexos e que possam aumentar o perigo de uma situação inusitada.

Ao fazer o curso oferecido pelo Centro Universitário São Camilo, você terá aulas práticas de defesa em laboratório. Alguns dos principais temas ensinados são:

  • riscos e reações;
  • perfil de vítimas e agressores;
  • controle do estresse em situações de risco;
  • improvisação de armas;
  • ampliação da visão estratégica em situações de riscos e como antecipar ações de proteção;
  • defesa no solo, na rua e em qualquer ambiente;
  • simulação de situações em que é necessário aplicar a autodefesa.

2. Curso de Defesa Pessoal – UNINASSAU

Infelizmente, as mulheres estão sujeitas aos mais diferentes tipos de ataques no seu dia a dia. Levando isso em consideração, o curso de defesa pessoal da UNIASSAU tem como finalidade ajudar o público feminino a identificar as possibilidades de autodefesa para se resguardar diante de ataques e agressões.

Os professores do curso abordam técnicas de artes marciais, ensinando dicas de imobilização, torções, bem como técnicas de socos e chutes. As modalidades do curso incluem:

  • formas de defesa em um eventual ataque;
  • como lidar com uma tentativa de assalto;
  • estilos diferentes de luta;
  • melhoria do condicionamento físico.

 3. Curso de Defesa Pessoal – SESC

Quanto mais conhecimento uma mulher tiver sobre as opções de autodefesa, maior será a sua segurança tanto em casa quanto nas ruas. Assim sendo, o objetivo do curso de defesa pessoal do SESC é trabalhar conceitos de segurança e empoderamento, a fim de acabar com o estigma de que o corpo feminino é frágil.

As primeiras aulas tratam o indivíduo em particular e posteriormente evoluem para reflexões sobre a atuação do indivíduo dentro da sociedade. Os assuntos tratados no curso são:

  • medo da mulher quanto à violência;
  • segurança e empoderamento;
  • quebra no entendimento da mulher como um ser passivo;
  • apresentação de ferramentas e informações que proporcionam a defesa pessoal em situações de risco.

O público feminino está exposto a muitos riscos, o que deixa as mulheres vulneráveis e inseguras — condições que atrapalham a sua convivência em sociedade. Com um curso de defesa para mulheres, você pode dominar os seus medos e aprender técnicas que ajudam na sua proteção física.

No entanto, vale ressaltar que mesmo que você faça um curso de defesa pessoal, é importante saber quando aplicar as técnicas adquiridas, já que em situações graves, como um assalto à mão armada, uma reação inadequada pode ter consequências fatais.

Gostou das sugestões? Compartilhe este post nas redes sociais e mostre para as suas amigas quais são os melhores cursos de defesa para mulheres!

Posts relacionados

Deixe uma resposta